Medicina UniFG
Rural Capital - Feorma
Anucie
Guarecompe
 
Voce está navegando em:
HOME / NOTICIAS / LER NOTICIA
JUSTIÇA ELEITORAL PROÍBE DIVULGAÇÃO DE PESQUISA EM GUANAMBI
09/11/2020   
por Tiago Marques - Agência Sertão

A Justiça Eleitoral proibiu a divulgação de uma pesquisa eleitoral realizada em Guanambi, prevista para esta terça-feira (10). O pedido para que o resultado não fosse tornado público partiu da “Coligação Time do Avanço”, do candidato a prefeito Jairo Magalhães (PSD). A pesquisa foi realizada pela Dataqualy Pesquisa de Mercado e Opinião, sob encomenda do site Política Livre, pelo valor de R$ 10 mil.

A Coligação alegou que não foi considerado o grau de instrução, nível econômico do entrevistado e grau de instrução na estratificação e falta de identificação da área física de realização do trabalho a ser realizado),  além da ausência de assinatura do estatístico responsável pela realização da pesquisa eleitoral e de valor e origem dos recursos despendidos na pesquisa, ainda que realizada com recursos próprios.

O juiz Ronaldo Alves Neves Filho, da 64ª Zona Eleitoral de Guanambi, acatou parcialmente as alegações e deferiu uma liminar suspendendo a divulgação da pesquisa. Ele ainda estabeleceu multa de R$ 100 mil e adoção de outras medidas cabíveis à espécie caso a decisão seja descumprida.

A Dataqualy registrou a pesquisa no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), afirmando que iria entrevistar 404 eleitores entre quarta-feira (4) e domingo (8). A pesquisa avaliou a intenção de voto dos entrevistados de forma espontânea, quando não são apresentados os nomes do candidato e de forma estimulada, quando as opções são apresentadas em um disco.

Também foi perguntado em que o entrevistado não votaria de jeito nenhum e quem ele acha que vai ganhar a eleição. Por fim, ainda foi avaliada a aprovação do atual prefeito Jairo Magalhães (PSD) e se o eleitor aprova ou desaprova a forma que ele vem administrando o município.

A empresa pode recorrer para tentar reverter a decisão e divulgar os resultados. As alegações parar rebater as irregularidades apontadas devem ser apresentadas no prazo de 48 horas. (veja a decisão)

Desde o início da eleição, apenas uma pesquisa foi registrada e publicada em Guanambi. Em 6 de outubro, o levantamento da  P&A Pesquisa e Análise, apontou que Nilo Coelho tem 49,1% das intenções de voto, contra 24,8% do atual prefeito Jairo Magalhães e 3% de Valda do PT. Os que pretendem votar em branco ou nulo somam 4,5%, enquanto 18,6% ainda não havia decidido o voto.

A pesquisa foi realizada entre os dias 13 e 16 de setembro, quando os partidos ainda faziam suas convenções. Mesmo assim, houve registro junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que autorizou a divulgação.

Debate

Nesta segunda-feira (9), às 20h, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subseção Guanambi promove um debate com os candidatos a prefeito do município. Jairo Magalhães (PSD) e Valda (PT) confirmaram presença, já Nilo Coelho (DEM) não deve comparecer. O debate será transmitido por emissoras de rádio e pelas redes sociais da OAB.

Valda indeferida

O relator do recurso apresentado por Valda (PT) no Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), contra a decisão da Justiça Eleitoral que indeferiu a sua candidatura julgou improcedentes as alegações da defesa da candidata para tentar reverter a situação. A candidata ainda pode fazer sua campanha normalmente enquanto tenta levar seu caso à apreciação do plenário do TRE-BA.
 
 
 
Untitled Document
Destaques
Canais
Contato
POLÍTICA
SAÚDE
ESTADUAL
EDUCAÇÃO
EVENTOS
GERAL
ESPORTE
TEATRO
FESTAS
TURISMO
CLASSIFICADOS
ACADEMIAS
HOTÉIS
RESTAURANTES
Soundcloud
Facebook
Quem Somos
Anuncie aqui
Cadastre seu evento
Trabalhe conosco
Fale conosco