Guarecompe
Vestibular 2021
Farmácia Santa Rita
Anucie
 
Voce está navegando em:
HOME / NOTICIAS / LER NOTICIA
PREFEITURA DE GUANAMBI VOLTA A PROIBIR VENDA DE BEBIDAS ALCOÓLICAS NOS FINS DE SEMANA E ANTECIPA TOQUE DE RECOLHER
20/05/2021   
 
Por Tiago Marques - Agência Sertão - 20 de maio de 2021

O prefeito em exercício Nal Azevedo (DEM) anunciou novas medidas para tentar conter o avanço da Covid-19 em Guanambi. De acordo com o pronunciamento realizado no fim da manhã desta quinta-feira (20), o toque de recolher noturno será antecipado para às 21h e haverá novamente a restrição da venda de bebidas alcoólicas nos fins de semana, iniciando às 21h desta sexta-feira (21) e finalizando às 5h da segunda-feira (24).

O anuncio foi realizado durante uma transmissão nas redes sociais da prefeitura, com a presença da secretária municipal e Saúde, Roberta Mota, que afirmou que os índices de contaminação cresceram consideravelmente nas últimas duas semanas e por esta razão, recomendou a adoção de medidas mais rígidas para interromper a curva de crescimento. A secretária se declarou estarrecida com as cenas de aglomerações vistas nos últimos fins de semana na cidade e nos distritos.

Nal disse que ficou preocupado com o aumento de casos e disse que os médicos e demais profissionais de saúde estão exaustos com a alta demanda. Ele disse também que trabalhou com lideranças dos comerciantes para promover a volta segura das atividades. “Me considero liberalista nesta questão, não defendo o fechamento do comércio, nunca defendi. Hoje vai haver novamente a transmissão do cargo para o prefeito Nilo Coelho e eu não posso me eximir de tomar as medidas antes de voltar ao cargo de vice-prefeito”, disse.

O prefeito em exercício aproveitou a oportunidade para pedir desculpas aos comerciantes afetados pela medida, considerada necessária para que o município não precise adotar medidas mais rígidas com o descontrole da doença, como vem ocorrendo em municípios da região Oeste do Estado.

Regressão na Flexibilização

No início de março, todas as atividades consideradas não essenciais foram suspensas por duas semanas e outras atividades foram flexibilizadas nas semanas seguintes, inclusive houve redução no horário do toque de recolher noturno que atualmente vigora a partir das 22h, em contradição com o estabelecido pelo Governo do Estado, que determina o início às 20h. Mesmo com a mudança, as regras municipais continuarão mais brandas do que as regras estabelecidas pelo Estado.

As medidas iniciais contribuíram para estabilizar o número de casos, entretanto, o índice de contaminação voltou a subir consideravelmente no município. Nos últimos dias, em média, pelo menos 100 pacientes com sintomas da doença que procuraram o Pronto Atendimento da Covid-19.

Nal Azevedo já se posicionou contra o fechamento do comércio e disse recentemente que iria trabalhar para abrir todos os setores impactados com as medidas. Agora, com a realidade crescente dos números, ele se vê obrigado a estabelecer novas medidas. Nal está comandando a prefeitura interinamente pelo período de 15 dias por conta de uma licença do prefeito Nilo Coelho (DEM). Em março, ele assumiu o comando do município por 10 dias pelo mesmo motivo.

Aumento de Casos

No momento, a média diária de novos casos está em 45. Segundo o último boletim epidemiológico, são 258 casos ativos e 431 pacientes com suspeita da doença estão aguardando o resultado dos exames laboratoriais. Já são 76 guanambienses mortos pelas complicações da doença. Atualmente, 36 pacientes do município estão hospitalizados.

A taxa de ocupação dos leitos de UTI do Hospital Geral de Guanambi (HGG) e do Hospital Municipal de Caetité (Unacon) está próxima de 100% há semanas e o número de pacientes aguardando regulação voltou a subir aos níveis registrados em março, quando ocorreu o pico da segunda onda de casos e mortes.

Desrespeito às medidas de distanciamento

O último fim de semana foi marcado por desrespeito às normas do decreto vigente, na cidade e na zona rural. Na noite de sexta-feira (14), uma festa com cerca de 100 pessoas foi interrompida em um imóvel no centro da cidade.

Já no sábado (15), uma outra festa com aglomeração similar foi encerrada em uma casa de eventos no bairro São Francisco. A Vigilância Sanitária e a Polícia Militar também interditaram um bar no bairro Ipiranga e apreenderam veículos com paredões de som no distrito de Ceraíma.

Lockdown na região

Na região, os municípios de Matina e Bom Jesus da Lapa foram os primeiros a adotar medidas para tentar frear uma possível terceira onda de contaminação. Nos dois municípios, o comércio não essencial ficará fechado por 10 dias. Em Matina, a circulação de pessoas está restrita até mesmo durante o dia e até os supermercados foram limitados a funcionar apenas com entregas em domicílio. Em municípios da região de Barreiras também há restrições que incluem o fechamento do comércio.

Imagem 1: Reprodução | Facebook
Imagem 2: Fonte: Secretaria Municipal de Saúde
 
 
 
Untitled Document
Destaques
Canais
Contato
NACIONAL
CURSOS
CULINÁRIAS
CULTURA
TENDÊNCIAS
DESTAQUE
O MUNDO
CLASSIFICADOS
RESTAURANTES
ACADEMIAS
TURISMO
LAZER
FESTAS
TEATRO
Soundcloud
Facebook
Quem Somos
Anuncie aqui
Cadastre seu evento
Trabalhe conosco
Fale conosco